Como batizar o seu projeto com um poderoso método de escolha de nomes criativos para empresas

Como batizar o seu projeto com um poderoso método de escolha de nomes criativos para empresas

Nomes criativos para empresas

Você já percebeu como é difícil encontrar nomes criativos para empresas, sites, blogs ou qualquer tipo de projeto?

Milhões de empreendedores penam para achar nomes criativos para empresas e, quando pensam em um, ainda têm que lidar com dificuldades técnicas e legais.

Então, a não ser que você siga um método bem definido, pode acabar perdendo dias entre a conclusão do seu hub digital e o registro de um domínio para hospedar o seu site.

E se eu dissesse a você que existe uma forma mais efetiva de resolver isso? E se encontrar nomes criativos para empresas e sites não fosse algo penoso, mas sim divertido?

Siga lendo este post para saber:

  • Por que escolher nomes criativos para empresas
  • A importância de escolher bem o nome
  • 6 tipos de nomes que você pode escolher
  • Passo a passo para você escolher o nome do seu projeto

Comecemos pelo porquê.

Por que escolher nomes criativos para empresas

Nomes criativos para empresas

Vamos recapitular o que vimos no curso Presença Digital de Zero a Dez até aqui.

Descubra o método passo a passo e 100% online que qualquer pessoa pode usar para transformar seu hobby no seu trabalho começando do zero hoje mesmo.

Começamos com a escolha de um nicho de mercado. Passamos para a definição de uma persona. Escolhemos um modelo de negócio e o posicionamento a ser adotado.

Na aula anterior, analisamos como criar um hub que sirva como a “sede” da sua empresa digital na internet.

Para esse hub ser acessível, vai ser preciso registrar um domínio, um endereço na internet do tipo www.nome-do-seu-projeto.com.br.

Obviamente, para fazer esse registro, antes é preciso definir o nome do seu projeto.

Mesmo que você já tenha um nome em mente, continue acompanhando esta aula para entender alguns detalhes técnicos e legais que podem aparecer pela frente.

A importância de escolher bem o nome

Escolher nomes criativos para empresas

O nome do seu projeto será a base da sua marca. Por isso, é importante escolhê-lo com calma, pensando nas consequências da decisão.

Nomes criativos para empresas não surgem do nada. Eles são escolhidos a dedo e existem profissionais e empresas de marketing especializados no processo de naming.

Grandes multinacionais, inclusive, possuem nomes diferentes para produtos semelhantes, só para atingir públicos-alvos diferentes.

Por exemplo, um produto X destinado à classe alta pode ter um nome requintado, com termos estrangeiros, enquanto um produto Y, de apelo mais popular, pode ter um nome mais de varejo.

Mesmo sendo produtos praticamente iguais e da mesma empresa controladora.

Esse assunto de posicionamento de marca é extenso e rende cadeiras inteiras na faculdade de Comunicação.

Aqui, no entanto, vamos simplificar e ver quais os tipos de nomes que você pode adotar para o seu projeto e como escolher o melhor entre eles.

6 tipos de nomes que você pode escolher

Tipos de nomes de empresas

Se você preencher o seu brand key adequadamente no começo do curso, já tem toda a base de que precisa para escolher um nome criativo.

Para facilitar, vamos listar os seis principais tipos de nomes que você pode escolher:

1. Seu nome próprio

A depender do modelo de negócio selecionado, utilizar o seu próprio nome como nome do projeto é uma escolha inteligente.

No marketing de conteúdo, percebe-se que as pessoas gostam de se relacionar com pessoas mais do que com empresas.

Assim, pode ser positivo que o seu nome seja o endereço do seu site e a marca do projeto.

Essa opção pode ser utilizada para profissionais liberais ou para projetos fortemente baseados na personalidade.

Ela não deve ser usada se o modelo de negócio baseia-se em uma equipe ou se a intenção é expandir e despersonalizar.

Porém, mesmo nesses casos o uso de nome próprio pode dar certo. Disney, Hellmann’s, Ford, McDonald’s são apenas alguns exemplos famosos.

2. Nomes literais

Utilizar nomes literais significa nomear o seu projeto descrevendo o que ele faz. Por exemplo, Rei do Camarão ou Questões de Concursos.

A vantagem é que a sua persona fica sabendo de cara do que se trata o projeto.

Há também um benefício de otimização para mecanismos de busca. Se a principal palavra-chave do seu negócio estiver no nome do seu projeto e no domínio, isso pode beneficiar o posicionamento no Google.

O problema dos nomes literais é que, se você quiser mudar de nicho futuramente, terá que mudar também de nome. Ou ficar com um nome estranho.

3. Nomes criados

Alguns dos nomes criativos para empresas mais famosos do mundo foram simplesmente inventados. Isso é, não são palavras que existem no idioma da empresa.

Flickr, Kodak e Google são alguns exemplos.

Essa categoria é a mais difícil, pois requer muita criatividade. Por outro lado, se você conseguir um bom nome inventado, será mais fácil registrar o domínio para o seu site e será mais fácil ficar bem colocado nos mecanismos de busca.

4. Junção de nomes

Juntar partes de termos existentes pode ser uma saída para ter um nome criativo e ao mesmo tempo descritivo.

Microsoft, Lego, Skype, Intel, iPhone, Nikon, Nintendo, Sega são alguns exemplos que usam essa técnica.

5. Siglas

Utilizar siglas que representem algo relacionado ao seu projeto pode ser uma opção, embora não seja a melhor.

O expediente das siglas é muito utilizado em agências de propaganda e escritórios de advocacia. O problema é que elas dizem muito pouco ou quase nada para a persona.

Se for utilizar sigla, leia em voz alta o nome escolhido para saber e há uma boa sonoridade e se ela não forma um cacófato.

6. Termos não relacionados

Por fim, você pode simplesmente pegar uma palavra qualquer e a aplicar ao seu projeto. Com o marketing correto, isso pode se tornar um diferencial.

Por exemplo, Apple (maçã) não tem nada a ver com computadores ou tecnologia. Virgin (virgem) não tem nada a ver com empresas aéreas.

Muita gente utiliza termos em outros idiomas, especialmente inglês, para essa opção. Se for por esse caminho, certifique-se de que o seu público-alvo tenha chances de saber escrever a palavra em outro idioma para chegar ao seu site.

Passo a passo para você escolher o nome do seu projeto

Passo a passo para escolher nomes

Agora que temos uma visão geral, vamos para a parte prática. Siga os passos abaixo para escolher o nome do seu projeto:

1. Preencha o brand key

Nu aula sobre posicionamento de mercado, apresentamos o mapa conhecido como brand key, criado pela Unilever para formar marcas mundialmente famosas,como Omo, Comfort, Fofo, Seda, Lux, Dove, AdeS, Close Up e Rexona.

Posicionamento de mercado: brand key explicada

Se você ainda não cumpriu essa tarefa do curso, pegue papel e caneta e defina:

  1. Raízes: os atributos básicos e valores sobre os quais a marca quer ser construída ou conhecida.
  2. Ambiente competitivo: as opções disponíveis para o público-alvo dentro daquele mercado. Os concorrentes diretos e indiretos.
  3. Alvo: a persona que está sendo mirada pela marca, ou seja, a pessoa que seja a representante ideal dentro do nicho de mercado escolhido.
  4. Insight: as necessidades conhecidas e comuns das pessoas que compõem aquele nicho de mercado.
  5. Benefícios: benefícios funcionais e emocionais que ajudem os consumidores a resolverem seus problemas ou a melhorarem sua situação. As razões para as pessoas “consumirem” o seu produto ou serviço, para acompanharem o seu projeto.
  6. Valores, crenças e personalidade: as causas pelas quais a marca luta, as coisas nas quais ela acredita, a sua personalidade.
  7. Razões para acreditar: a prova de que a marca entrega o que promete, de que os benefícios são verdadeiros e críveis. Argumentos que justifiquem porque o seu projeto é a melhor escolha do seu nicho de mercado.
  8. Fator único de diferenciação: este é o ponto sobre o qual estamos falando durante todo este artigo. A característica única que diferencia o seu projeto dos demais.
  9. Essência: a descrição do DNA da marca em um único e simples pensamento.

Portanto, antes de se meter a escolher nomes criativos para empresas, preencha o seu brand key na Tarefa #5.

2. Faça um brainstorming

A partir das características que você definiu no passo anterior, pegue um papel em branco ou abra um documento no seu editor de texto e comece a jogar todas as ideias que vêm à sua cabeça.

Não se imponha nenhum filtro aqui. Simplesmente escreva o que aparecer. Idealmente, pense em nomes para cada um dos seis tipos de nomes que listamos anteriormente.

3. Analise as opções

Deixe o resultado do seu brainstorming “dormir” por um dia ou dois. Depois, pegue novamente a lista e faça uma análise mais criteriosa de cada opção.

Faça-se perguntas como:

  • O nome transmite a essência definida no brand key?
  • O nome é fácil de lembrar, de escrever e de falar?
  • Existem empresas do mesmo nicho de mercado que utilizam o mesmo nome?
  • O que aparece no resultado da busca do Google para esse nome?

A partir daí, vá riscando as piores opções e chegue a uma lista final com poucas opções.

4. Defina o nome

Todos que se aventuram a escolher nomes criativos para empresas querem ter a certeza de que selecionaram a melhor opção.

A verdade, no entanto, é que você nunca vai saber. Em vez de travar nesse ponto do curso, simplesmente selecione a melhor opção disponível e siga em frente.

O importante é que o nome cumpra requisitos mínimos, não que seja absolutamente perfeito.

Apenas uma pequeníssima parte do sucesso do seu projeto dependerá do nome. Se você seguir todas as demais tarefas deste curso, outros fatores vão se impor.

Na próxima aula, vamos ver em detalhes como pegar o nome que você escolheu e registrar um domínio para o seu site.

Continuação do Plano de Ação 2.1

Ao final de cada aula do curso Presença Digital de Zero a Dez, ofereço uma série de tarefas específicas para você executar.

A ideia é não ficarmos apenas na teoria, mas partirmos para transformar, na prática, sonhos em realidade.

As tarefas estão numeradas de forma sequencial desde a primeira aula, para que alguém que chegue no meio da jornada possa se localizar com facilidade.

Continuação da Tarefa #7: Escolha o nome do seu hub

Para terminar a Tarefa #7, defina o nome do seu hub, da sua empresa, do seu projeto.

Siga os passos detalhados neste post e escolha a melhor opção dentre as disponíveis, sem se preocupar com perfeição.

O nome escolhido será essencial para seguirmos em frente, já que sem ele será impossível registrar o domínio do seu site.

Qualquer dúvida, basta deixar um comentário logo abaixo.

Walmar Andrade
Perguntas dos alunos

4 comentários
  • Ola, Walmar, tudo bem? Eu sou consultora em gestao, com foco em pequenos negocios. A maioria possui apenas o dono, com nenhum ou no maximo tres funcionarios. Empresas maiores, costumam ser empresas familiares. Atuo com consultoria desde 2005. Ja faz algum tempo que tenho vontade de criar um “hub”, escrever artigos, e-books, etc para ajudar este publico-alvo. Entao, aqui estou (novamente), desta vez com foco e determinação de fazer isso sair do papel, ou melhor, da minha cabeça.

    Com isso, quando tive o primeiro contato com esta serie, eu estava no Brasil e pensei em criar o blog com o nome Organizando Meu Negocio, registrar o .com.br e oferecer inclusive consultoria remotamente.

    Agora, eu estou nos EUA, e tenho clientes no Brasil e nos EUA. E quero me dedicar a este projeto e gostaria da sua opinião quanto ao nome. Minha ideia é ter conteúdo em Português e em Inglês, lembrando que meu público-alvo é bastante leigo, então a linguagem tem que ser bem simples, didática e objetiva.

    Escolhi Organizndo Meu Negocio, pois

    Organizando: é no sentido de continuidade, de melhoria continua. Sempre ha algo a ser melhorado. Por este motivo criei o PDCA Estratégico, uma mistura de Planejamento Estratégico e Ciclo PDCA, de forma bem objetiva e clara.
    Meu: Por que no blog a ideia é mostrar que o “empreendedor” vai fazer ele mesmo estas melhorias, mesmo se contratar meus serviços, pois ele precisa entender que a mudança quem faz é ele
    Negócio: Por que não precisa ser uma empresa formalizada, pode ser um autonomo, freelnacer, micro empreendedor individual, empreendedor informal, etc

    Agora, pensando que tenho clientes nos EUA e no Brasil, eu uso um nome só para ambos os países? Tipo Organizing My Business, mas ai não sei se meu publico-alvo no Brasil vai entender e saber escrever o nome. Outra opção seria ter o Organizando Meu Negocio.com.br direcionado para o OrganizingMyBusiness.com. E uma outra opção seria ter dois projetos separados, OrganizingMyBusiness.com para os EUA e OrganizindoMeuNegocio.com.br para o Brasil.

    O que sugere?

    • Oi Cristiane,

      Eu faria dois nomes, dois sites, dois domínios diferentes. Embora mais difícil de gerenciar, fica mais fácil de se posicionar em mecanismos de busca, de se relacionar com o público e até de criar campanhas de anúncios.