Como escolher o melhor banco de imagens e nunca mais perder horas buscando a foto perfeita (planilha grátis com 115 opções)

Como escolher o melhor banco de imagens e nunca mais perder horas buscando a foto perfeita (planilha grátis com 115 opções)

Melhor banco de imagens

Você está cansado de procurar o melhor banco de imagens para o seu site e só se deparar com sites ou extremamente caros ou gratuitos porém com poucas opções?

Milhões de produtores de conteúdo iniciantes, assim como você, perdem horas tentando encontrar a imagem ideal para ilustrar seus posts, vídeos e blogs.

Mas, a não ser que você saiba exatamente onde procurar, nunca irá saber como ter de forma simples e objetiva a imagem que produza o melhor custo/benefício para o seu projeto.

E se eu te dissesse que há um modo melhor? E se listasse para você, com comentários, qual o melhor banco de imagens gratuito e pago que você pode encontrar para cada tipo de projeto?

Continue lendo esta aula para saber:

  • Por que as imagens têm grande importância para a produção de conteúdo na internet
  • Como otimizar as suas imagens de modo a não perder pontos no Google
  • O melhor banco de imagens gratuito que você pode encontrar
  • O banco de imagens mais barato entre as opções pagas
  • Como funcionam os direitos autorais das imagens

Ao final da aula, eu disponibilizo uma planilha com 115 bancos de imagens para você copiar e selecionar os mais adequados ao seu projeto. A boa notícia é que 100 deles são gratuitos.

Mas vamos começar, primeiro, pela importância das imagens.

Por que as imagens têm grande importância para a produção de conteúdo na internet

Importância das imagens para blog

Você já percebeu que, nos posts sobre produção de conteúdo deste curso Presença Digital de Zero a Dez, eu sempre começo falando sobre a importância de determinado elemento?

Ah, Walmar, mas tudo você diz que é importante. Pesquisa de palavras-chave, introdução, desenvolvimento, conclusão, título

Ok, você tem um ponto. Porém o fato é que eu não incluiria esses elementos no curso se eles não fossem realmente importante, concorda?

Em relação a imagens, existem alguns motivos bem objetivos para que você considere inseri-las no seu processo de criação de conteúdos:

  • O Google privilegia conteúdos com imagens, sendo um dos mais de 200 fatores de posicionamento.
  • Além disso, seu conteúdo tem chances de aparecer também na pesquisa de imagens do Google.
  • Mais de 80% das pessoas não lê um texto na internet da primeira à última palavra. Elas escaneiam a página em busca de informações. E as fotos e ilustrações são os melhores pontos para apresentar o seu conteúdo de forma amigável.
  • Estatísticas mostram que conteúdos com imagens têm mais chances de serem compartilhados nas redes sociais do que textos simples.

Além disso, você pode criar um estilo, uma identidade visual, se utilizar sempre o mesmo tipo de imagem. Ou se aplicar determinados filtros ou cores.

Utilizadas com inteligência e estratégia, as imagens podem se tornar uma parte complementar da sua própria presença na internet.

O problema é que, apesar de existir uma infinita quantidade de figuras disponíveis na web, qualquer produtor de conteúdo que já procurou a imagem perfeita sabe o tempo que se pode gastar nisso.

E, mesmo quando você encontra essa foto ideal, o uso equivocado pode acabar com seu posicionamento no Google…

Como otimizar as suas imagens de modo a não perder pontos no Google

Otimização de imagens

Existem duas situações em que o uso de imagens pode prejudicar em vez de favorecer o seu posicionamento nos resultados de busca do Google.

O primeiro é o uso não autorizado de imagens. Diferente do que possa parecer, a internet tem regras e direitos a serem respeitados.

Você não pode simplesmente copiar uma imagem qualquer e utilizar no seu projeto sem autorização do autor. Nem todas as imagens são gratuitas para uso comercial.

Por isso, você precisa encontrar o melhor banco de imagens livres de direitos autorais para utilizar.

O segundo ponto é o peso das imagens que aumentam o tempo de carregamento da página.

Como já falamos na segunda etapa do curso, a velocidade do seu site é um dos fatores mais importantes para a classificação nos mecanismos de busca.

Essa é uma questão um puco mais técnica. No entanto, tudo o que você tem a fazer é seguir 4 etapas bem fáceis para deixar suas imagens sempre otimizadas.

4 simples passos para otimizar as suas imagens

Uma imagem otimizada é aquela que foi salva com a melhor relação custo-benefício entre o peso do arquivo e a qualidade da foto ou ilustração.

Para garantir isso, basta fazer o seguinte:

1. Use imagens no seu próprio site

Como baixar imagens

Nunca faça o chamado hotlink de imagens. Ou seja, não coloque no seu site o endereço de uma imagem que vem direto de outro site.

Além de o Google poder penalizar, você nunca sabe quando o autor do outro site vai modificar ou até excluir aquele arquivo.

Logo, você precisa primeiro baixar o arquivo para o seu computador e, depois de otimizar a imagem, fazer o upload para o seu site.

2. Salve o arquivo nas dimensões em que ele será exibido

Como redimensionar imagens

Um erro muito comum é ver sites que carregam uma foto grande, por exemplo com 1.000 pixels de largura, e a exibem em tamanho menor.

Na prática, você está gastando, sem precisar, o dobro de banda do seu servidor e o dobro de tempo de carregamento.

Por isso, anote o tamanho em que as imagens são exibidas no seu site e sempre salve os arquivos (ou configure o WordPress) para as dimensões corretas.

Se precisar editar uma foto, você pode fazer isso no próprio WordPress ou em editores on-line como Canva, Pixlr Express ou Picmonkey.

3. Otimize a qualidade das imagens

Como otimizar imagens

Uma mesma foto pode ter um peso maior ou menor dependendo da qualidade em que foi salva.

Se você não precisa exibir uma imagem em altíssima resolução, não há razão para ter um arquivo pesado carregando no seu site.

A forma mais prática de otimizar imagens para a web é passando-as pelo otimizador gratuito TinyPNG antes de subir para o seu site. Basta arrastar o arquivo original para lá e depois fazer o download da versão otimizada.

Se você usa WordPress, pode instalar o plugin TinyPNG for WordPress.

4. Teste se a imagem está otimizada

Como funciona o Google Pagespeed Insights

Deixe que o próprio Google defina se suas imagens estão otimizadas ou não.

Depois de publicar seu conteúdo, copie o endereço da página e cole no Google PageSpeed Insights.

Ele vai dizer se há imagens a serem otimizadas, quais são elas e quanto poderia ser reduzido o peso.

O site GTMetrix também faz serviço semelhante, e ainda te dá um link com a imagem já otimizada para baixar!

O melhor banco de imagens gratuito que você pode encontrar

Melhor site de imagens gratuito

Responda rápido. Onde encontrar imagens de maior qualidade e variedade? Em bancos de imagens gratuitos ou pagos?

O melhor banco de imagens é aquele que oferece a melhor relação custo-benefício.

Embora existam centenas de banco de imagens free para download, a maior qualidade e variedade está nos sites de imagens pagos.

O problema é que bons bancos de imagens são caros em termos absolutos. Especialmente porque a maioria deles cobra em dólar, gerando uma desvantagem para nós, brasileiros.

Se o seu projeto de criar presença digital ainda está na fase inicial, pode ser um custo com o qual você não pode arcar.

A melhor maneira de contornar isso, portanto, é tendo em mãos dezenas de sites de imagens grátis. Se a sua foto ou ilustração ideal não estiver em um, pode estar em outro.

Abaixo, listo e comento os melhores sites de imagens gratuitas para download.

Como sei que muita gente vai me perguntar qual é o melhor banco de imagens, já adianto que o meu preferido entre os gratuitos é o Pexels.

Pexels

Pexels - Site de imagens grátis

O Pexels busca por imagens livres de direitos autorais em diversas fontes. Ele é muito bom para fotografias.

O problema é que ele é tão bom que muita gente usa. Isso faz com que diversos sites de um mesmo nicho de mercado acabem usando as mesmas imagens.

Ainda assim, o Pexels é o melhor banco de imagens grátis, na minha opinião.

Getty Images Embed

O Getty Images é um dos maiores bancos de imagens pagos do mundo (falarei dele mais abaixo).

No entanto, o site disponibiliza gratuitamente 66 milhões de fotos e ilustrações através do Getty Images Embed.

Com o Embed, em vez de você baixar a foto e subir para o seu site, é preciso incorporar a foto direto do Getty Images.

É o mesmo processo que fazemos quando queremos incorporar um vídeo do YouTube em nossas páginas.

O processo é feito em 3 passos:

  1. Faça uma busca pela imagem desejada no site do Getty Images Embed
  2. Escolha a imagem e clique no ícone do Embed
  3. Copie o código fornecido e cole no seu WordPress ou outro gerenciador de conteúdo

É tudo gratuito e legal. A contrapartida é que você estará contribuindo para divulgar o Getty Images pela internet.

Stockvault

O Stockvault é atualizado diariamente com fotografias, texturas e ilustrações. Apesar disso, eles prezam mais pela qualidade do que pela quantidade.

Com uma busca relativamente, é possível encontrar com facilidade imagens de todos os tipos.

Unplash

O Unsplash é constantemente atualizado com imagens em alta qualidade, geralmente de paisagens, retratos ou macros. Dá para se inscrever e receber notificações sempre que há uma atualização.

Free Images

O nome Free Images já diz tudo. São centenas de milhares de imagens gratuitas para download.

É necessário fazer um cadastro, mas fora isso o site é bem simples para encontrar e baixar imagens.

Lembre-se de sempre fazer as buscas em inglês. Aliás, isso vale para quase todos os sites da lista, já que há poucos bancos de imagens brasileiros ou traduzidos para o português.

500px Creative Commons

O 500px não é exatamente um banco de imagens como os demais, mas sim um site colaborativo onde fotógrafos disponibilizam seus trabalhos.

No entanto, o site oferece uma busca na qual é possível selecionar as imagens com licença Creative Commons que podem ser utilizadas.

Creative Commons

Por fim, vale a pena dar uma olhada na busca do próprio Creative Commons.

O Creative Commons é uma iniciativa para regular e padronizar direitos de autor na internet. No buscador, é possível encontrar não apenas imagens, como também áudios, vídeos e outras mídias.

Lembre-se: no caso de sites de imagens grátis, algumas vezes é preciso ter que pesquisar em muitos bancos diferentes até encontrar a melhor foto.

Se você quer ainda mais opções, veja a planilha com 115 bancos de imagens ao final desta aula.

O banco de imagens mais barato entre as opções pagas

Melhor site de imagens pago

O mercado de bancos de imagens profissionais tem dois grandes destaques: Getty Images e Shutterstock.

Esses são sites para profissionais, que podem chegar a cobrar até 500 dólares por foto em alta resolução (geralmente utilizada em materiais impresses).

Ambos possuem planos de assinaturas para quem precisa de bem menos que isso. Ainda assim, se você produz com consistência conteúdos que utilizam várias imagens, o custo pode ficar inviável.

Vamos ver as opções, começando pela que considero a melhor do momento.

Deposit Photos

Depositphotos - Site de imagens pago

Atualmente, o banco de imagens mais barato entre as opções pagas me parece ser o Deposit Photos, que cobra 10 dólares por mês e dá direito a baixar 10 imagens.

Se você não utilizar as imagens em um mês, elas se acumulam para o mês seguinte. Se você quiser mais que 10, é só comprar créditos extras.

Não é um banco tão extenso quanto outros, porém sempre que precisei nunca me faltaram opções para fotos ou ilustrações.

Além disso, o site tem versão em português e permite buscas em nosso idioma.

Photodune

A segunda opção mais em conta entre os bons bancos de imagens é o Photodune, do grupo Envato.

Nele, você pode buscar diversos tipos de imagens e comprar cada arquivo separadamente, com preços a partir de 2 dólares por imagem.

Adobe Stock

A Adobe vem investindo pesado em banco de imagens desde 2016, quando comprou o Dollar Photo Club e o Fotolia e (re)lançou o Adobe Stock.

No plano mais em conta, você paga 30 dólares para baixar 10 imagens por mês.

Getty Images

Com mais de 80 milhões de imagens e ilustrações. o Getty Images é um dos maiores sites de imagens do planeta.

Há opções de planos individuais e corporativos, mas os valores não ficam muito em conta para quem é apenas um produtor de conteúdo iniciante.

Ao longo do tempo, o Getty Images foi comprando empresas menores e mantendo as marcas, oferecendo assim opções para diversos nichos de mercado.

Também fazem parte do grupo Getty Images o iStock e o Think Stock.

Shutterstock

O Shutterstock tem, no momento em que escrevo esta aula, impressionantes 118 milhões de imagens em seu banco de dados.

Para usufruir desse acervo, é preciso contratar um plano. O mais básico, com imagens pequenas e médias, fará com que cada foto custe cerca de 4 dólares.

Caso você precise de uma imagem bem específica, vale a pena procurar no Shutterstock (a busca é gratuita) e depois analisar o custo benefício da compra.

Também faz parte do grupo Shutterstock o site Offset, focado em fotos artísticas.

123RF

Se você já fez uma pesquisa de imagens no Google, com certeza já deve ter topado com alguma foto ou ilustração vinda do 123RF.

Esse é um site de imagens que vem crescendo a passos largos. Se você fizer planos grandes e com pagamento anual, há chances de o preço por imagem ficar em conta.

Outras opções de bancos de imagens pagos

Como funcionam os direitos autorais das imagens

Imagens livres de direitos autorais

Ao contrário do que muitos pensam, a internet não é uma terra sem lei.

Se você copiar uma imagem de um site qualquer e utilizá-la sem autorização, pode estar cometendo uma infração. E essa infração pode ser punida com multas.

Além disso, não é exatamente ético se apropriar sem autorização do trabalho de terceiro. Especialmente de fotógrafos que ganham a vida fazendo isso.

Entender o funcionamento dos direitos autorais das imagens não é tão complicado. Basicamente, as licenças restringem-se a:

  • Copyright: todos os direitos reservados ao autor. A princípio, só o dono do material pode distribuir e usar comercialmente as imagens.
  • Copyleft: quando o autor abre mão de todos os seus direitos sobre a imagem. Você pode fazer o que quiser com o arquivo.
  • Domínio Público: quando uma obra já tem determinado tempo, seus direitos passam do autor para a sociedade em geral. No Brasil, o prazo é de 70 anos, contados de 1° de janeiro do ano seguinte ao falecimento do autor da foto.

Licenças Creative Commons

A Creative Commons é uma ONG fundada em 2001 para que os autores pudesse regular espontaneamente os direitos sobre seus trabalhos. Existem seis licenças principais:

  1. Atribuição: permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do trabalho original, mesmo para fins comerciais, desde que atribuam o devido crédito pela criação original.
  2. Atribuição – Compartilha Igual: permite que outros modifiquem o trabalho original, mesmo para fins comerciais, desde que atribuam o crédito e licenciem as novas criações sob termos idênticos.
  3. Atribuição – Sem Derivações: permite a redistribuição, comercial e não comercial, desde que o trabalho seja distribuído inalterado e no seu todo, com crédito atribuído ao autor.
  4. Atribuição – Não Comercial: permite que outros modifiquem o trabalho, para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.
  5. Atribuição – Não Comercial – Compartilha Igual: permite que outros modifiquem o trabalho para fins não comerciais, desde que atribuam o devido crédito e que licenciem as novas criações sob termos idênticos.
  6. Atribuição – Sem Derivações – Sem Derivados: esta é a mais restritiva das licenças, só permitindo que outros façam download dos originais e os compartilhem desde que atribuam o crédito, mas sem que possam alterá-los de nenhuma forma ou utilizá-los para fins comerciais.

Agora você já sabe onde encontrar boas imagens e como utilizá-las apropriadamente. Ou seja, já tem tudo o que precisa para acrescentar imagens ao seu conteúdo!

Plano de Ação 3.9

Ao final de cada aula do curso Presença Digital de Zero a Dez, ofereço uma série de tarefas específicas para você executar.

A ideia é não ficarmos apenas na teoria, mas partirmos para transformar, na prática, projetos em realidade.

As tarefas estão numeradas de forma sequencial desde a primeira aula, para que alguém que chegue no meio da jornada possa se localizar com facilidade.

Tarefa #29: Selecione seus bancos de imagens

Nas últimas aulas da etapa de Produção de Conteúdos, começamos a elaborar uma planilha e um checklist que orientam toda a sua criação.

A próxima tarefa é você definir quais serão os seus bancos de imagens. Para facilitar, eu criei um modelo de planilha com 100 bancos de imagens gratuitos e outros 15 pagos.

Informe seu e-mail para receber a Planilha de 115 Bancos de Imagens editável para copiar:

Seu dever é copiá-la e selecionar quais serão os seus bancos principais. Assim, toda vez que tiver que buscar uma imagem já saberá onde ir.

Se você escolher um banco pago (ou tiver um gratuito que atenda sempre suas buscas), é bom deixá-lo gravado nos favoritos do seu navegador para facilitar.

Aproveite e acrescente ao seu checklist os seguintes itens:

  • Buscar imagens no banco de imagens, salvar e otimizar dimensão e peso
  • Inserir imagens otimizadas (http://tinypng.com) no destaque e abaixo de cada tópico e subtópico

Tarefa #30: Acrescente imagens otimizadas ao seu conteúdo

Agora que já tem seus bancos de imagens selecionados, faça uma busca e ilustre o conteúdo que começou a produzir na Tarefa #20.

Depois de publicar, lembre-se de verificar no Google PageSpeed Insights se as imagens estão realmente otimizadas.

Na próxima aula do curso, continuaremos falando sobre os elementos visuais do conteúdo. O assunto será o formato da moda: os vídeos. Até lá!

Walmar Andrade
Perguntas dos alunos

8 comentários