Conteúdo é o rei. Mas o que é conteúdo?

Conteúdo é o rei. Mas o que é conteúdo?

Conteúdo é o rei na internet. A frase, repetida diversas vezes por especialistas que vão desde Bill Gates a Jakob Nielsen, não podia ser mais verdadeira, todavia ainda causa muita polêmica pelo fato de as pessoas entenderem conteúdo como texto. Isso faz com que outros profissionais de desenvolvimento web, como programadores e designers, sentirem-se desfavorecidos.

Conteúdo é o rei quando entendemos por conteúdo tudo o que o projeto, seja ela um site, intranet ou extranet, tem a transmitir. A web é um meio por natureza informacional. Qualquer coisa que você faça na rede está resultando em uma troca de informações. Por isso, a maneira como elas são estruturadas e transmitidas é, no final das contas, o que importa. Por isso a coroa vai para o conteúdo.

Sendo assim, temos que dar toda atenção possível à vossa majestade. É aí que entra muito a questão do planejamento e das técnicas de redação para web e arquitetura da informação. Planejar é preciso para saber o que determinado projeto vai informar. Qual o objetivo? Qual o público-alvo? São perguntas fundamentais para o projeto como um todo.

Depois de saber o que vai ser transmitido, é importante observar como isso vai ser transmitido. O conjunto de técnicas que auxilia na distribuição do conteúdo é também chamado de webwriting. Eu, particularmente, não gosto muito do termo por passar a idéia de ser o mesmo que redação para web. O webwriting preocupa-se com a informação como um todo, seja ela texto ou não (vídeo, áudio, imagens, gráficos interativos etc.). Prefiro usar gestão do conhecimento. Independente disso, é bom ficar atento e dar a devida atenção ao membro mais nobre da corte na hora de elaborar projetos on-line.

Walmar Andrade
Perguntas dos alunos

1 comentário