Como escrever um artigo para blog: 6 tipos de posts para facilitar sua produção de conteúdo

Como escrever um artigo para blog: 6 tipos de posts para facilitar sua produção de conteúdo

Como escrever um artigo para blog

Manter um blog de qualidade é bem mais difícil do que parece. Você tem que cuidar de servidor, hospedagem, tráfego, divulgação e, principalmente, tem que saber como escrever um artigo para blog que realmente se destaque da multidão.

Só aqui no curso Presença Digital de Zero a Dez, nós já passamos por nada menos que 25 tarefas para só agora chegar a esta aula sobre o desenvolvimento do seu texto.

Embora possa parecer intimidante, qualquer pessoa que começa a criar sua presença na internet precisa focar nas atividades essenciais para fazer o seu projeto crescer.

Muita gente tenta dar conta de tudo no mais alto nível, porém boa parte dos projetos só deslancha quando o autor concentra-se no essencial: produzir conteúdo relevante.

Nesta aula, que segue a etapa de produção de conteúdo do curso, eu vou explicar passo a passo como escrever um artigo para blog utilizando toda a preparação e pesquisa que fizemos nas tarefas anteriores. Veremos em detalhes:

  • Por que saber como escrever um artigo para blog é essencial
  • O que é o desenvolvimento de um texto
  • 6 tipos de artigos para o seu texto viralizar na internet
  • Como formatar o seu artigo para facilitar a leitura

Leia a aula até o final e, se preciso, deixe um comentário para que eu possa esclarecer possíveis dúvidas.

Por que saber como escrever um artigo para blog é essencial

Por que escrever

Toda a estratégia do marketing de conteúdo é baseada em uma coisa: produção de conteúdo relevante para o público-alvo do nicho de mercado escolhido.

Por isso saber como escrever um artigo para blog é essencial. No entanto, quase todos acreditam que a produção de texto resume-se a escrever o artigo pura e simplesmente.

Se você está acompanhando este curso, já viu que isso está longe de ser verdade.

Só nesta etapa de produção de conteúdo, já vimos o que você precisa ter antes de escrever o desenvolvimento:

  1. Elaborar uma estratégia de conteúdo adaptada aos princípios do marketing de conteúdo
  2. Elaborar um planejamento de conteúdo para escolher os temas sobre os quais vai escrever
  3. Realizar uma pesquisa de palavras-chave
  4. Analisar o que já existe na internet sobre as palavras-chave escolhidas
  5. Escolher uma história para contar
  6. Definir a estrutura do seu artigo
  7. Escrever uma introdução para o seu artigo

Com esses 7 elementos em mãos, escrever o desenvolvimento de um artigo é muito mais fácil do que parece.

Basicamente, você terá que “preencher os espaços em branco” com conteúdo de desenvolvimento entre os tópicos e subtópicos definidos na estrutura do seu texto e depois responder as perguntas e antecipações que você fez na introdução.

A questão que resta é saber o que é conteúdo de desenvolvimento.

O que é o desenvolvimento de um texto

Por que escrever artigos

A divisão de um texto em introdução, desenvolvimento e conclusão é algo que a maioria de nós aprende ainda na escola.

A introdução apresenta o tema do artigo e antecipa o que será tratado ao longo do texto. A conclusão retoma tais pontos e reafirma o que foi dito.

E o desenvolvimento?

O núcleo de um artigo não é a mera continuação da introdução. Ele precisa sim encaixar-se no que foi antecipado, formando o que os especialistas chamam de coesão textual.

O desenvolvimento deve fazer sentido independentemente da introdução. Nele, respondemos as perguntas e antecipações que foram anunciadas no início do artigo.

A divisão do desenvolvimento deve seguir a estrutura que você definiu na Tarefa #24.

Utilizando as informações que você levantou na Tarefa #22, procure escrever o desenvolvimento do artigo preenchendo cada tópico com as respostas das perguntas e antecipações da introdução.

Esse é um modo fácil e prático de fazer uma redação objetiva, coerente e coesa com o que foi apresentado.

Se saber como escrever um artigo para blog geralmente é algo difícil, a realização das tarefas anteriores acaba deixando tudo mais simples.

Caso você esteja com dificuldades para elaborar o desenvolvimento do texto, é sinal de que a etapa de pesquisa não foi muito bem feita. Geralmente, as falhas encontram-se na pesquisa de conteúdos já existentes e na má estruturação do conteúdo.

Descubra o método passo a passo e 100% online que qualquer pessoa pode usar para transformar seu hobby no seu trabalho começando do zero hoje mesmo.

6 tipos de artigos para o seu texto viralizar na internet

Uma das formas mais baratas de fazer o seu blog crescer é por meio do compartilhamento espontâneo do conteúdo por parte dos leitores. É o que se chama de marketing viral.

Assim como existem modelos para a introdução, também existem certos tipos prontos de artigos que são mais propensos a viralizar na internet.

Para quem tem dificuldade em saber como escrever um artigo para blog, utilizar esses modelos prontos – especialmente no início – são uma mão na roda para a produção de conteúdo de qualidade.

Vejamos seis dos tipos de artigos que mais trazem resultados.

1. Listas

Tipos de listas: artigos

As listas são o formato mais fácil de se escrever um artigo para blog. Além disso, são conteúdos que chamam a atenção dos leitores, mesmo com o uso exaustivo ao longo de muitos anos.

Por algum motivo, o cérebro da maioria das pessoas parece irresistivelmente atraído para conteúdos em formas de lista. Isso vale para textos, áudios e vídeos.

Se é fácil de produzir e apresenta resultados, esse é um exemplo de artigo que você não pode deixar de fora do seu projeto.

2. Resenhas, reviews e críticas

Tipos de artigos - Resenhas

Um segundo tipo de artigo bastante fácil de se escrever são as análises de um determinado produto ou serviço.

Você pode escrever resenhas de livros, críticas de filmes ou outras apresentações, reviews de produtos físicos, opiniões sobre serviços etc.

Esse modelo de post também faz muito sucesso entre o público e é fácil de escrever por um motivo: boa parte do conteúdo já está pronto. E não foi você quem fez.

Explico. Quando você vai resenhar um livro ou criticar um filme, boa parte do texto é apresentando a história e contando detalhes sobre o autor.

Depois, o mais importante é você explanar a sua opinião sobre o item, destacando pontos positivos e negativos.

3. Unboxing e react

Unboxing e React

Esse formato é similar ao anterior, porém um pouco mais pobre de conteúdo, na minha opinião.

O unboxing é simplesmente você registrar o seu primeiro contato com um produto. Geralmente é utilizado no lançamento de algo muito relevante para o seu público-alvo.

Por exemplo, se você tem um blog sobre smartphones, pode comprar (ou receber) o novo modelo do iPhone e escrever sobre o seu primeiro contato com o aparelho.

Em regra, o unboxing é feito com vídeo. Mas você também pode documentar tudo com fotos e descrever o processo em um artigo.

Os reacts são similares. No entanto, o foco do conteúdo está mais no produtor do conteúdo do que no produto avaliado.

Normalmente os reacts tem sido usados em vídeos, com youtubbers filmando a própria face para captar expressões quando veem um trailer, uma nova música, o lançamento de um produto etc.

4. Entrevistas

Como escrever uma entrevista

As entrevistas também são fáceis de escrever. Porém, não são tão fáceis de conseguir. Ao menos não com pessoas relevantes para o seu nicho de mercado.

A facilidade de escrita está no fato de que a maior parte do conteúdo é “produzida” pelo entrevistado, não por você.

Na verdade, o seu trabalho é pesquisar bem o entrevistado e depois fazer as perguntas certas. O conteúdo em si do artigo virá das respostas dele.

A entrevista pode ser feita por email, embora interações diretas (ao vivo, via teleconferência ou até por chat) tendam a apresentar melhores resultados. Isso por que é possível adaptar as perguntas de acordo com o andamento da entrevista.

O diferencial de uma boa entrevista é a preparação. Em um exemplo que ficou famoso na internet, a youtubber Carol Moreira teve que ter muito jogo de cintura para seguir com a entrevista que fez com um alterado Vin Diesel:

Note que a entrevistadora havia preparado diversos conteúdos. Havia pesquisado o entrevistado e soube adaptar as perguntas de acordo com as respostas (e comportamentos) que foram surgindo.

Por fim, o formato de entrevista tem a vantagem da divulgação. É provável que o próprio entrevistado divulgue o seu conteúdo. Se for uma pessoa relevante para o seu nicho de mercado, são boas as chances de você receber grande quantidade de tráfego qualificado.

5. Curadoria de conteúdo

Curadoria de Conteúdo para blogs

A curadoria de conteúdo é uma seleção comentada das melhores publicações de outros sites do seu nicho de mercado.

Para produzi-la, você precisa encontrar os melhores conteúdos sobre determinado tema do seu nicho. Para isso, pode usar o próprio Google ou o BuzzSumo.

Simplesmente jogue no buscador o tema escolhido e leia os principais resultados, escolhendo os que considera melhor. Certifique-se de escolher autores que realmente saibam como escrever um artigo para blog.

Depois, escreva uma espécie de lista indicando o link e explicando por que considera aquele conteúdo relevante para o seu público-alvo.

Se fizer um trabalho bem-feito, você pode inclusive receber links dos autores dos conteúdos selecionados na sua curadoria, recebendo tráfego qualificado.

6. Perguntas frequentes

Perguntas Frequentes - FAQ

Um modelo de artigo bastante útil para quando você não consegue desenvolver um texto é responder uma lista de perguntas frequentes, também conhecidas como FAQ (frequently asked questions).

O ideal aqui é você utilizar o modelo de introdução “Perguntas sem respostas” e depois escrever o desenvolvimento simplesmente respondendo tais perguntas.

O importante é que você tenha realizado uma boa pesquisa prévia, para selecionar quais são as maiores dúvidas da sua persona em relação ao tema do artigo.

Se já tiver uma audiência, você pode perguntar a ela via email ou redes sociais quais as dúvidas mais frequentes sobre determinado assunto. Pode também observar quais os questionamentos que chegam frequentemente à sua caixa de emails ou de comentários.

Artigos de perguntas frequentes são bastante úteis para dúvidas futuras. Ou seja, quando alguém escrever para você futuramente querendo tirar alguma dúvida, em vez de gastar tempo respondendo, você só precisará referenciar o artigo.

Como formatar o seu artigo para facilitar a leitura

Como escrever um artigo para blog

Como expliquei no post sobre como estruturar um post, a maioria dos usuários (80%) não leem os textos da primeira à última palavra.

Na verdade, eles passam os olhos rapidamente, escaneando o que consideram mais interessante.

Assim, ao redigir desenvolvimento do seu artigo você precisa já ficar atento para formatar o texto de modo a facilitar a leitura.

Eis algumas dicas práticas para saber como escrever um artigo para blog já pensando na formatação:

  • Divida o texto em tópicos e subtópicos com no máximo 300 palavras cada (no Google Chrome, adicione a extensão Word Count Tool para contar palavras)
  • Escreva parágrafos curtos, com no máximo cinco linhas, atendo-se a uma ideia por parágrafo
  • Deixe uma linha em branco entre cada parágrafo
  • Certifique-se de que a maioria das frases são curtas, com no máximo 20 palavras
  • Destaque em negrito as palavras ou frases que resumam a ideia de um trecho do texto
  • Use e abuse de listas, como esta aqui
  • Cite frases famosas de pessoas relevantes para o seu nicho (use a tag blockquote e tenha um visual diferenciado para ela)
  • Prefira utilizar algarismos para os números em vez de escrevê-los por extenso
  • Ilustre o seu texto com imagens
  • Incorpore ao menos um vídeo ao longo do desenvolvimento
  • Tenha pelo menos um link externo para um site de autoridade no assunto
  • Faça links para conteúdos antigos do seu blog quando escrever uma palavra-chave que você já explorou anteriormente

Lembre-se de revisar diversas vezes o desenvolvimento que acabou de escrever. O ideal é que a revisão do texto seja feita não no editor de texto, mas já no visual do site.

Assim, você pode identificar mais facilmente os trechos do texto que podem ser mais bem formatados.

Na próxima aula do curso, veremos como encerrar o seu artigo de forma magistral dominando a arte de escrever conclusões.

Plano de Ação 3.6

Ao final de cada aula do curso Presença Digital de Zero a Dez, ofereço uma série de tarefas específicas para você executar.

A ideia é não ficarmos apenas na teoria, mas partirmos para transformar, na prática, projetos em realidade.

As tarefas estão numeradas de forma sequencial desde a primeira aula, para que alguém que chegue no meio da jornada possa se localizar com facilidade.

Tarefa #26: Escreva o desenvolvimento do seu texto já pensando na formatação

Depois da introdução que escreveu na Tarefa #25, siga com a produção de conteúdo escrevendo agora o desenvolvimento do seu texto.

Lembre-se do que foi ensinado nesta aula: responda as perguntas e antecipações da introdução preenchendo com conteúdo os tópicos e subtópicos definidos na Tarefa #24.

Se estiver com dificuldades, escolha um dos 6 modelos de desenvolvimento sugeridos e comece a escrever. Particularmente, acredito que o modelo de Listas é o mais fácil para começar.

Nas últimas tarefas da etapa Produzindo Conteúdo, começamos a elaborar uma planilha e um checklist. Eles servirão para orientar a criação dos novos conteúdos do seu projeto.

Então, acrescente ao seu checklist do Trello ou outro gerenciador de tarefas o item “Escrever o desenvolvimento já pensando na formatação”.

Na próxima aula do curso, terminaremos de produzir o artigo com a redação da conclusão. Se restaram dúvidas sobre como escrever um artigo para blog, deixe seus comentários logo abaixo.

Bibliografia deste artigo

Livro #26: Everybody Writes, de Ann Handley

Everybody Writes (livro) O primeiro livro que sugeri na etapa de produção de conteúdo foi o Regras de Conteúdo, de Ann Handley e C. C. Chapman.

Agora, estou recomendando outro livro da mesma autora. Esse é mais recente, porém ainda não possui edição em português.

Trata-se de Everybody Writes, pensado para ser um guia prático para a criação de conteúdo que tenha como objetivo construir e fidelizar uma audiência.

Não é especificamente sobre como escrever um artigo para blog, mas, com exceção da parte de regras gramaticais, o livro é bem voltado para marketing de conteúdo e se encaixa como uma luva na estratégia que estamos vendo no curso Presença Digital de Zero a Dez.

Walmar Andrade
Perguntas dos alunos

1 comentário